Buscas

COMPORTAMENTO

Postada: 05 de setembro de 2019 · 00:08 | Atualizada: 05 de setembro de 2019 · 00:10

72

Pessoas “sugadoras de almas”, assim são conhecidos os narcisistas, saiba como identificá-los

 Cura Pela Natureza
Cuidado com os narcisistas, eles são verdadeiros vampiros das nossas energias
Cuidado com os narcisistas, eles são verdadeiros vampiros das nossas energias

Você sabe o que é transtorno de personalidade narcisista (TPN)?

Será que já conheceu alguém com esse tipo de desordem? Fique atento, pois a probabilidade de “topar” com um desses seres é grande.

De acordo com a psicoterapeuta e cientista Claudia Riecken, “o narcisismo perverso será a doença psiquicamente dominante em 2030”, mas hoje já é considerada uma síndrome, quase que uma epidemia.

Mas o que de fato é o transtorno de personalidade narcisista?

O TPN é um um modo de ser, de uma forma de existir no mundo que faz com que a pessoa portadora desse transtorno tenha uma imagem distorcida de si mesmo.

O falso self

Os narcisistas possuem um falso eu.

Em algum momento, provavelmente na infância, desligaram-se do eu verdadeiro.

Dessa forma, tornaram-se seres dissociados de si mesmos, criando um novo eu totalmente desconectado de sua essência.

Quando estamos plugados com nossa verdade interior, que é o nosso self verdadeiro, nossa existência não é uma encenação.

Existe de fato dentro de nós um ser que se sente mal, que erra, pede perdão, sente culpa, remorso, enfim, que está se percebendo, de fato.

Bem diferente dos narcisistas que, por terem perdido a ligação com suas emoções mais genuínas, seguem apenas atuando na vida.

Eles não têm uma conexão verdadeira com nada nem com ninguém

Tornam-se seres quase que irreais, no sentido de serem uma espécie de caricatura mal acabada de si mesmos.

Existem sem existirem, encenam um self que criaram, mas que não se sustenta por si só porque não tem a consistência das coisas forjadas sob a luz da realidade e da verdade.

Como eles se enxergam?

Os narcisistas se veem como seres grandiosos, extremamente superiores aos demais.

Colocam sempre suas necessidades e desejos em primeiro plano e não hesitam em pisar, humilhar e depreciar o outro.

A fantasia do narcisista é a de que ele é um ser mais que perfeito.

Principais características do narcisismo patológico:

• Têm um senso exagerado de superioridade e importância;
• Possuem uma empatia fria (que usam apenas para conseguir o querem);
• Acreditam que são especiais e únicos;
• Nunca estão errados;
• São superficialmente charmosos e sedutores;
• São desprovidos de compaixão e remorso;
• São muito invejosos ou acreditam que são alvo de muita inveja;
• São extremamente críticos;
• Demonstram atitudes arrogantes;
• Têm muita dificuldade em aceitar ordens.

Como identificá-los?

Quando olhamos de fora, não é uma tarefa tão difícil assim.

Normalmente são aquelas pessoas que se acham tão especiais que não querem sequer entrar numa fila, simplesmente chegam nos lugares e querem ser atendidas de imediato.

Também costumam tratar mal pessoas que consideram inferiores e subalternas.

Numa relação amorosa, rapidamente já dizem que amam você e logo fazem planos para casamento e uma vida a dois de conto de fadas.

É preciso ficar alerta e aprender a reconhecer esses sinais vermelhos.

No entanto, não é nada fácil identificar um portador desse transtorno quando se trata de uma pessoa mais íntima como um pai, uma mãe, um filho ou um namorado.

A capacidade que esses seres têm de usar várias máscaras e artifícios, para deixar suas presas confusas, torna bem difícil essa tarefa.

Isso porque eles são mestres na “arte” de confundir, distorcer e mentir.

Conseguem ludibriaar até mesmo especialistas.

Então, não se culpe jamais caso tenha caído nas garras de um manipulador perverso.

É importante deixar claro que todos nós também temos algumas características narcísicas.

Só que o “normal” é ter isso em doses pequenas.

Por isso, não saia por aí fazendo “diagnósticos” precipitados.

A diferença é que, nos narcisistas, esses traços fazem parte da constituição interna de todo seu ser, dominando-os por completo.

Suprimento narcísico

Claro que é normal buscarmos um pouco de atenção e admiração.

E quem não gosta de receber um elogio sincero?

Mas, no caso dos narcisistas, essa busca não tem fim.

Como não vivem relações reais, apenas imitam valores e sentimentos, estão sempre em busca de suprimentos para preencherem o imenso vazio que sentem.

Por isso precisam tanto do chamado suprimento narcísico, que sugarão de quem estiver por perto.

Segundo a psicóloga Silvia Rawicz, o suprimento “é qualquer forma de energia vital que o narcisista consegue obter.

Sem essa energia focada nele o tempo todo, o falso eu do narcisista fica sem combustível para funcionar”.

Dessa forma, estarão sempre à procura de fama, elogios, dinheiro, conquistas amorosas e admiração.

Possuem apetite insaciável e nada que você faça é o bastante para eles.

Isso porque são vazios por dentro e, ao contrário do que se pensa, são inseguros e têm um ego frágil.

Nutrem-se dos sentimentos e emoções que roubam dos outros.

As vítimas são escolhidas a dedo

É nas relações interpessoais mais íntimas que os abusadores mostram sua verdadeira face.

Quando um narcisista aborda você, pode ter certeza de que ele já sabe tudo ou quase tudo o que precisa saber a seu respeito.

Já analisou seu jeito de ser, sua linguagem corporal, obtendo o máximo de informações.

Dificilmente erram o alvo e suas vítimas preferidas são os dependentes emocionais, também conhecidos como codependentes.

Isso por serem compreensivos, empáticos e terem o hábito de colocarem as necessidades dos outros acima da suas.

Se colocam sempre numa posição de querer salvar o outro e possuem baixa autoestima.

Porém, não só pessoas frágeis caem numa relação de abuso.

Pessoas fortes também podem ser vítimas de abusadores, não estão imunes.

Jogos mentais e as três fases do abuso

Os narcisistas têm um modus operandi em que se utilizam de jogos sutis de manipulação.

O intuito é deixar suas vítimas extremamente inseguras e fragilizadas.

Fase da idealização

Numa relação amorosa, por exemplo, o manipulador começará utilizando uma técnica conhecida como “love bombing“.

Que é basicamente bombardear a pessoa escolhida com declarações de amor, elogios e muita atenção.

Se mostrarão tão intensos e apaixonados que logo a vítima achará que encontrou o homem ou a mulher dos sonhos.

Fase da desvalorização

Começarão a ficar frios, distantes, o que deixará o outro inseguro achando que fez algo de errado.

Passarão a invalidar e a criticar tudo o que você faz.

Isso ocorre quando ele tem certeza que já “fisgou” sua presa.

Costumam usar várias técnicas de manipulação nessa fase.

O objetivo é minar suas forças e destruir seu emocional.

Uma ferramenta de controle muito usada por narcisistas é o gastlighting, que consiste em causar tamanha confusão na mente da pessoa por eles abusada a ponto de ela achar que está enlouquecendo .

Irão negar algo que de fato ocorreu e fará você pensar que está imaginando coisas.

Se você ousar contestá-los, costumam punir com o tratamento de silêncio.

Podem passar dias sem te dirigir uma única palavra.

É um silêncio de acusação e punição, como se colocassem você no “banquinho do castigo”.

Caso você termine o relacionamento ele irá atrás pedindo perdão, mas não estão verdadeiramente arrependidos, apenas precisam sugar seu sangue até a última gota.

Outra técnica muito usada por esses abusadores é a triangulação.

Nesse caso, usam outra pessoa para causar ciúmes.

Flertam com alguém na sua frente.

Comparam, de forma constante e depreciativa, você com o/a ex.

E assim seguem usando essas técnicas para desvalorizar aqueles que caem em sua rede diabólica, até sugarem toda a força da vítima.

Destroem a autoestima e a dignidade até cansarem do brinquedo.

Então partem em busca de novos “suprimentos”.

Fase do descarte.

Ocorre depois de muita humilhação e opressão.

Quando você já estiver em frangalhos, completamente destruída/o emocionalmente.

Irão te descartar de forma cruel e impiedosa, sem o menor remorso.

Farão isso tão friamente como se você e a relação que viveram jamais tivessem existido.

Eles armaram o terreno para que você se tornasse uma pessoa totalmente dependente.

Por isso a dor sentida é tão intensa que pode ser comparada a abstinência de drogas.

Quanto a eles, partirão para a outra sem olhar para trás, á que não conseguem viver sem o suprimento narcísico.

Como se livrar do abusador?

A melhor maneira é por meio do contato zero ou seja, cortar completamente qualquer possibilidade de comunicação com o abusador.

Mas caso não seja possível, precisará usar a técnica da pedra cinza.

Que é basicamente fazer “cara de paisagem” diante de gritos, ofensas e provocações, por exemplo.

A ideia é apenas observar e não absorver.

Parece simples, mas não é nada fácil.

Para conseguir será preciso treinar muito.

Aprender a criar limites internos, desenvolvendo o amor próprio e a autoestima.

O TPN tem tratamento?

Como não é uma doença e sim um modo de ser, não há cura.

Eles sabem exatamente o que estão fazendo.

Até porque não admitem que têm algum problema, já que se consideram perfeitos.

Para eles, o problema está sempre no outro.

São pessoas que não amadureceram, ficaram presas em algum lugar da infância.

É como se você estivesse lidando com uma espécie de criança extremamente perversa e mimada de mais ou menos 6 a 8 anos de idade, porém com a força de decisão e autonomia de um adulto.

Um conselho

Corra para bem longe dessas criaturas.

Antes de ser completamente sugada por esses verdadeiros vampiros da alma.

Crédito: Cura Pela Natureza/ Rê Vianna
 Hello!

Comente abaixo

Sobre: Pessoas “sugadoras de almas”, assim são conhecidos os narcisistas, saiba como identificá-los
Nome