Tradutor/ Translate

Como fazer a prova de vida através do reconhecimento digital

Prova de vida: 5,3 milhões de pessoas já podem usar o serviço de reconhecimento por meio digital

O usuário precisa ter biometria cadastrada na Justiça Eleitoral ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
Foto: Banco de imagens

A ampliação da prova de vida digital do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi anunciada nesta terça-feira (23). Agora, 5,3 milhões de pessoas em todo o país poderão utilizar o serviço que retira a exigência do deslocamento até as agências para garantir o recebimento de benefícios do instituto. A comprovação é feita por meio de reconhecimento facial.

Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Bruno Bianco, o serviço será ampliado gradativamente, já que o INSS tem 36 milhões de beneficiários. A prova de vida digital foi iniciada em agosto do ano passado como um projeto-piloto, do qual participaram cerca de 500 mil beneficiários de todo o país.

+ O que é o Pix e como funciona o aplicativo que veio para facilita as transferências bancárias. Tire suas dúvidas…

A prova de vida deve ser feita pelo aplicativo Meu gov.br. Já o aplicativo Meu INSS deverá ser usado pelo segurado para acompanhar o resultado da prova de vida após fazer o procedimento.

Os segurados do INSS que recebem o benefício por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético devem comprovar que estão vivos todos os anos. O ato é uma forma de garantir segurança para o próprio cidadão e evitar fraudes e pagamentos indevidos de benefícios.

Identificação por biometria

O serviço com o uso de biometria facial digital utiliza o reconhecimento dos traços do rosto para concluir a etapa do processo de identificação. O usuário precisa ter biometria cadastrada na Justiça Eleitoral ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Por isso, foram selecionados segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor. É importante também ter celular com câmera fotográfica.

O serviço foi desenvolvido pelo INSS em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, do Ministério da Economia; a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev); e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

+ Projeto “Skate na Escola” levará o esporte no Brasil a mais de 3 mil estudantes

Passo a passo

No aplicativo Meu Gov.br, os segurados serão encaminhados para fazer a biometria facial.

Após permitir o uso da câmera do celular, o usuário utilizará dados da CNH para fazer a captura facial. É preciso, então, fotografar o rosto dentro da área circular indicada e a validação estará concluída.

Meu Gov.br pode ser baixado na Play Store e na App Store

Meu INSS pode ser baixado na Play Store e na App Store

Fonte: GOVERNO DO BRASIL

 446 visualizações,  1 hoje

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *