Tradutor/ Translate

Prisão de ventre? Saiba como resolver isso com este suco para soltar o intestino preso

Prisão de ventre? Saiba como resolver isso com este suco de mamão, laranja e ameixa para soltar o intestino preso

Imagem: Cura Pela Natureza

Essas frutas contêm grandes quantidades de fibras e água, que aceleram o trânsito intestinal e favorecem a formação das fezes.

A prisão de ventre é uma condição em que a pessoa não consegue evacuar, mesmo sentindo vontade de ir ao banheiro.

Segundo o Ministério da Saúde, um em cada cinco brasileiros sofre com prisão de ventre.

Também conhecida na medicina como constipação intestinal, essa doença é provocada principalmente pela deficiência de fibras.

+ Conheça 4 produtos naturais para tratamento de quem sofre de hemorróidas

Porém, existem outros fatores que acometem esse problema, entre eles:

• Excesso de produtos industrializados
• Consumo excessivo de proteína animal
• Pequena ingestão de líquidos
• Sedentarismo (falta de atividades físicas)
• Mudanças na rotina, como estresse ou uma viagem

+ Pressão alta tratada com remédio natural

Sintomas de prisão de ventre

Para que se caracterize a prisão de ventre, o indivíduo precisa evacuar menos de duas vezes na semana, mesmo que sinta vontade de eliminar fezes com frequência.

Entre outros sintomas, destacamos os seguintes:

• Dificuldade para ir ao banheiro acompanhada de um forte esforço na hora de eliminar as fezes
• Vontade de fazer força ao eliminar fezes
• Sensação de fezes presas dentro do corpo
• Sensação de barriga pesada e inchaço
• Distensão abdominal
• Gases em excesso e cólicas
• Desconforto abdominal
• Eliminação de fezes secas ou endurecidas e menores do que o normal

+ Chá de picão-preto: controla diabetes, alivia hemorroidas e protege fígado

Como combater a prisão de ventre

Para que o intestino funcione corretamente, evitando a constipação, ele depende de três elementos essenciais.

São eles: a ingestão de água, o consumo de fibras e a prática de exercícios físicos.

Quando esses três fatores estão alinhados, a atividade intestinal irá funcionar com regularidade.

Isso porque as fibras contribuem para a formação do bolo fecal e, junto com a água e o exercício físico, estimulam a atividade muscular intestinal.

Uma forma natural de combater essa condição é tomar um suco laxante, com frutas ricas em fibras, como mamão, laranja e ameixa.

O mamão é rico em água e fibras, que, somadas aos compostos bioativos da fruta, melhoram o pH do intestino, ajudando no bom funcionamento intestinal.

A laranja é rica em fibras e água, que hidratam o intestino e as fezes, contribuindo, portanto, para a boa digestão e evacuação.

Já a ameixa é rica em fibras, que ajuda no trânsito intestinal, além de fornecer fósforo, potássio e vitaminas do complexo B para o organismo.

Suco para soltar o intestino

As frutas desse suco contêm grandes quantidades de fibras e água, que aceleram o trânsito intestinal e favorecem a formação das fezes.

Além disso, traz nutrientes essenciais que auxiliam na desintoxicação do organismo.

Ingredientes:

• 1/2mamão papaia sem sementes
• ½ copo de suco de laranja
• 4 ameixas sem caroço

Modo de preparo:

Bata tudo no liquidificador e tome logo em seguida.

Recomenda-se consumir no café da manhã ou antes de dormir.

Dicas de prevenção da prisão de ventre

Ir ao banheiro regularmente faz parte da boa saúde.

Porém, quem não consegue ir está sujeito a desenvolver doenças, devido à quantidade de toxinas acumuladas no organismo.

Por exemplo, a força feita para evacuar pode causar fissuras anais, sangramento e até mesmo hemorroidas.

Por isso, é importante seguir alguns cuidados diários de prevenção:

• Tenha uma dieta balanceada e rica em fibras.
• Tome bastante água – no mínimo dois litros por dia.
• Faça exercícios físicos regularmente.
• Vá ao banheiro sempre que tiver vontade.
• Mastigue bem os alimentos.
• Procure evitar os alimentos ricos em gordura saturada e gordura trans.

Fonte: CURA PELA NATUREZA

 770 visualizações,  1 hoje

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *